terça-feira, 17 de janeiro de 2017

ESTOURA MAIS UMA REBELIÃO AGORA EM RIBEIRÃO DAS NEVES-BH, E JÁ DIZEM VAI ROLAR MUITO SANGUE


Em outra gravação, os presos mostram a queima de colchões em uma das alas do presídio. O Corpo de Bombeiros confirmou que entrou no presídio Antônio Dutra Ladeira para apagar as chamas. Procurada, a assessoria de imprensa da Seap afirmou, em nota, que o Grupo de Intervenção Rápida (GIR) e o Comando de Operações Especiais (COPE) estão no local para conter o protesto.


"Presos de alguns pavilhões do Presídio Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, subverteram a ordem dentro das celas. Eles atearam fogo em pedaços de colchões, lançando-os para os corredores, e permaneceram dentro das celas", diz o comunicado. A Seap ainda salienta na nota que "não houve fuga".A assessoria da PM, por sua vez, informou que os detentos promovem "quebradeiras" no presídio enquanto familiares, do lado de fora, protestam contra a nova direção do presídio.

Protesto contra suposta tortura

Mais cedo, um grupo de detentos de três pavilhões realizou uma manifestação na unidade. Os presos recusaram o café da manhã e reclamaram de tortura psicológica, física, falta de atendimento médico e psicológico e assédio contra familiares por parte dos agentes penitenciários. O Ministério Público de Minas Gerais, a Defensoria Pública e a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) foram acionados para uma conversa com os detentos, que se aglomeraram no pátio do presídio. Após a negociação, os presos aceitaram a alimentação, informou a Seap. Em nota, a Seap não confirmou as alegações dos detentos, mas informa que “apura todas as denúncias que chegam ao seu conhecimento, observando normas e preceitos legais pertinentes, a exemplo do amplo direito de defesa e do contraditório”.

BLOG SINHÁ SABOIA/ VIA MASSAPECEARA.COM



Um comentário:

  1. Bando de vagabundos.o certo era pra toca fogo com vcs tudo dentro

    ResponderExcluir