segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

POLICIAIS MILITARES FAZEM AÇÃO PARA LOTAR DELEGACIAS EM PROTESTOS CONTRA GOVERNO DO CEARÁ

video

Policiais militares do Ceará realizaram uma operação visando lotar as delegacias plantonistas de Fortaleza e de cidades do interior do estado. A ação, chamada "Tolerância Zero", tem como objetivo pressionar o Governo do Estado pelo aumento da proposta de reajuste salarial da categoria, que foi enviada à Assembleia Legislativa do Estado no dia 30 de dezembro.

Carros da polícia ficaram estacionados em frente a delegacias (Foto: Arquivo Pessoal)
Durante a operação, os agentes de segurança coibiram todo e qualquer tipo de infração penal, fazendo que os suspeitos fossem levados para as delegacias para registro de ocorrência. Com isso, diversos carros de polícia ficaram estacionados nas delegacias aguardando que as ocorrências fossem finalizadas. Na Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), por exemplo, um adolescente foi  conduzido após ser flagrado caçando pássaros na fauna silvestre. Foi realizado o procedimento policial na delegacia e em seguida o menor foi liberado. Em outra unidade policial, no interior do estado, um homem foi capturado com um galo de briga. 
A operação foi convocada por líderes de associações e sindicatos dos policiais militares. O movimento teve início às 18h e foi marcado para terminar às 23h59h deste domingo (8). Em nota, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou que, "tanto o policiamento ostensivo, realizado pela Polícia Militar, quanto o atendimento feito nas delegacias plantonistas, seguiu normalmente neste domingo, sem prejuízo para população".
A Associação dos Profissionais de Segurança (APS) informou que a adesão dos policiais foi grande, tanto em Fortaleza quanto no interior. O presidente da APS, sargento Reginauro Souza, acrescentou que os policiais civis também deram apoio durante a operação e que os agentes irão se reunir novamente para definir as próximas medidas. O número de policiais participantes não foi divulgado.
As associações ligadas aos PMs questionam que o aumento proposto pelo governo é abaixo do esperado. "Foi uma operação de tolerância zero ao crime, sempre resguardando o direito do cidadão de ir e vir, fazendo com que as ruas ficassem mais calmas. Nosso objetivo é garantir a segurança, mas sempre intolerante a esses valores que o governo mandou para a assembleia, que não atendem a categoria", comentou o deputado federal Cabo Sabino, um dos líderes do movimento.
Proposta de reajuste
O governador do Ceará, Camilo Santana, enviou uma mensagem à Assembleia Legislativa no dia 30 de dezembro, propondo equiparar a remuneração dos agentes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do estado à média salarial do Nordeste. A equiparação do salário dos agentes de segurança pública do Ceará à média do Nordeste foi uma das propostas de campanha de Camilo Santana nas eleições de 2014.

BLOG SINHÁ SABOIA/ G1 CEARÁ.


0 comentários:

Postar um comentário